Como sair da sua cabeça e parar de pensar demais em tudo

O MENTAL: como controlar; parar de pensar demais

Sempre acreditei que uma mente muito (preo)ocupada era uma coisa ruim. E durante grande parte da minha vida, foi. Sempre houve um “narrador” na minha cabeça. Tentei meditar, mas passava dez minutos agonizantes tentando desesperadamente afastar meus pensamentos ou fazê-los parar, o que é impossível.

A Yoga se apresentou como mais uma tentativa, mas minha mente ficava martelando, debatendo por que eu estava realmente lá ou criticando meu desempenho. Os desinformados podem pensar que apenas o pensamento excessivo “negativo” é o problema. No entanto, em minha experiência, a análise ou reflexão excessiva de qualquer evento, mesmo o feliz, geralmente leva a um túnel escuro, um sentimento ruim.

Por exemplo, se alguém me fizesse um elogio, eu me convenceria a acreditar que não merecia. Que a pessoa estava simplesmente sendo gentil ou sentindo pena de mim. Eu analisei tudo em excesso. Encontrei significados ocultos em tudo.

Meu pensamento não conhecia limites, examinava o passado, o presente e o futuro. Eu me senti amaldiçoado. Sobrecarregado. Por que eu não poderia ser normal ?? e recebi conselhos: “Saia da sua cabeça!” “Não pense demais!” “Por que precisa analisar tudo??” Eu estava em guerra constante comigo mesmo. Em desespero, aprendi a sufocar meu pensamento. Comida, drama e relacionamentos ruins tornaram-se meus vícios.

Eu fui simplesmente uma vítima do meu pensamento. Fora de controle. Até que me deparei com uma nova compreensão sobre nosso pensamento. Um entendimento que mudou completamente minha vida, sobre como nosso pensamento está separado de quem realmente somos.

Não somos nossos pensamentos! Temos um fluxo constante de pensamentos vagando por nossas mentes. No entanto, podemos escolher com qual deles interagir. Você pode optar por observá-los até desaparecerem, ou pode escolher interagir com eles.

Aí está o seu poder: você decide a quais pensamentos você presta atenção. Se você é capaz de observar o fato de que está pensando demais, então já está percebendo a separação entre você e sua mente.

Não sinto mais a necessidade de intelectualizar e / ou julgar todas as facetas da minha vida. E com isso ganho uma sensação de facilidade e contentamento por não me envolver na sua tagarelice sem fim. Estou mais fortalecido. Saber que posso escolher quais pensamentos me envolver removeu a sensação de vitimização que eu sentia.

Como acontece com qualquer novo hábito, a persistência é a chave.

O que percebi é que não preciso parar de pensar, simplesmente preciso ser seletivo sobre se acredito em meu pensamento. Porque a maioria dos nossos pensamentos são apenas histórias inventadas, muitas vezes lamentando o passado ou preocupando-nos com o futuro.

Então comecei a reconhecer a presença deles quando eles apareceram, os deixei fluir. E com o tempo, ficou mais fácil. Hoje eu só ouço meu pensamento quando ele está contando boas histórias. No resto do tempo, ou mudo conscientemente a direção para pensamentos emocionais melhores, ou nem presto atenção.

É como ter o rádio ligado em segundo plano. E quando começa uma música de que gosto, presto atenção. Meu pensamento não me controla mais. Eu controlo a forma como me envolvo com ele.

Minha mente é minha aliada. Tornou-se minha amiga. por Jacky Exton

Tradução resumida Vilma Capuano

do site: https://dreamcatcherreality.com/stop-overthinking…/

“É lhe dado a viver o ponto de vista do observador e da Infinita Presença, neste mundo e em sua vida. Você não pode evitar os pensamentos, mesmo liberado vivente. No entanto, ver seus pensamentos reajustar-se ao Coração, permite, como o descreve, liberar e eliminar isso de sua consciência. No entanto, tendo a capacidade de viver o Fogo do Coração, este Fogo do Coração vai, também, evidentemente, liberar o que é vivido neste momento … e você mesmo comprovará que, cada vez mais, isso se liberará sozinho…” (O Impessoal por Shantinilaya)

Fonte: https://www.facebook.com/vilma.capuano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s