A Lei do Uno – O Material de RA

“Quando nós tentamos considerar nossa relação com o universo, nós começamos a ver que existe muito mais entre o céu e a terra do que nossas filosofias podem sequer sonhar. É um universo inacreditavelmente gigante, e se nós temos de fato uma relação com ele nós mesmos devemos ser mais do que nossa rotina de vida diária sugere que somos. No Material de Ra uma boa quantidade de informação é discutida abrangendo nosso verdadeiro relacionamento com o universo, mas é bom que percebamos que nós temos uma longa tradição de trabalho sobre a qual podemos simplesmente nos referir como a personalidade mágica.
Magia é, obviamente, um termo muito mal aplicado e é quase sempre entendida como sendo a arte do ilusionismo. Quando alguém vê um show de magia, aceita o fato de que está assistindo a ilusões realizadas através de muita habilidade e prática do mágico. Entretanto, existe um estudo sobre a assim chamada personalidade mágica que sugere que existe um fio que percorre nossas vidas diárias que pode ser agarrado; e, usando esse fio, podemos nos retirar de tempos em tempos para uma estrutura de pontos referenciais na qual nós vemos a realidade como sendo aquela do corpo espiritual, aquela personalidade que existe de encarnação a encarnação e de fato “desde antes do início dos tempos”.

Através do trabalho com essa personalidade mágica, através da interiorização das experiências, da aceitação da responsabilidade por tudo que ocorre, através da análise cuidadosa de nossas reações a tudo que ocorre, e através do eventual equilíbrio das nossas reações perante tudo o que ocorre para que nossas ações no nosso ambiente sejam geradas a partir do nosso Eu verdadeiro e não sejam mais simples reações a estímulos externos, nós reforçamos a assim chamada personalidade mágica até que sejamos capazes de reivindicar uma parte da “arte de provocar mudanças na consciência voluntariamente”.

Esta é a clássica definição de magia. Cada vez que uma pessoa vive uma situação infeliz e reage a ela de forma que não responda o ódio com ódio ou tristeza com tristeza, mas ao invés disso, ofereça compaixão e conforto onde nenhum seja esperado, nós reforçamos esse fio de força interior dentro de nós e nos tornamos mais e mais associados com uma vida que é mais próxima à evolução orgânica do universo.”

 

A Lei do Uno: Livro 1  – O MATERIAL DE RA – Direitos Autorais © 1984 por James Allen McCarty, Don Elkins, e Carla Rueckert